17 de jan de 2012

Ilha tropical


ILHA TROPICAL

Eu amo a vida como o amo o mar 
As estrelas a Lua e o espreguiçar
Das ondas no areal
O Luar e o Sol posto numa ilha
Deserta, qual maravilha
Onde o silêncio pode reinar

Me vejo bem alto sobre um rochedo
Olhar o mar e descobrir o segredo
Do encanto das sereias
Ver os golfinhos em brincadeira
Em felicidade verdadeira
Entre as ondas, longe da areia

Dormir
À sombra dos coqueiros
Sonhar 
Que sou eu o jardineiro
Dessa ilha 
Na verdade encantada
Acordar,
Com a brisa do mar
A ouvir 
Pássaros a cantar
Junto a mim,
Sobre o capim.

E assim a vida iria continuando
Os dias iriam sempre passando
Com o sabor tropical.
E eu fazia castelos de areia doirada
Nas suas torres gaivotas poisadas
Com os olhos em cristal.

E a imensidão do mar, que eu amo
Traz até mim minha vida , meu engano
Ao meu mundo voltei
Nada era igual aquela ilha deserta
Que no meu sonho foi descoberta
E triste fiquei quando acordei

(A. da fonseca)



Um comentário: