29 de abr de 2012

Pensamento Puro


Pensamento Puro

Vejo tanta descrença
Nas crenças do próximo
Vejo tantas ofensas
Dizem que lidar com a fé
Virou um grande negócio

Não prego religião
Mesmo tendo a minha
Falo de Deus
Pois ele sim é a única saída

Não discrimino
Mesmo se por meus atos
Eu for recriminado
Procuro não julgar
Pois sei que também serei julgado

Acredito no bem
Pago com o bem
E tento não vacilar

Sei que nunca agradarei a todos
Mas não me custa nada tentar

A vida não é um jogo
Pois Deus não quer
Que uns percam 
Só pra outros ganhar

Todo mundo tem seus direitos
Mas acontece
Que sempre tem aqueles que querem nos tomar

A vida pode ser um pouco melhor
Se todos, no meio aonde vivem
Tentassem ajudar

Sei que talvez meus pensamentos 
Passem desapercebidos
Mas pelo menos me dispus
A contigo partilhar.

(Ronaldo Nunes)

fonte: http://4pdaleitura.blogspot.com.br/2011/03/pensamento-puro.html


Coração cheio


Coração cheio

Do vazio de minhas escolhas
meu coração ficou repleto do nada,
juntando às lacunas de meus erros,
estagnou-se como água parada.
Criarem-se larvas dentro desse órgão,
larvas essas que me corroem noite e dia,
sinto o peso do passado no peito,
desejo que exista algum jeito,
para limpar o que eu tenha feito,
para não somente lembrar-se de quando eu sorria
Por mais que eu tente encher o coração,
não encontro um conteúdo de qualidade,
qualquer tentativa será em vão,
somente contigo ouve felicidade.
Então por ventura condenado estou?
Não posso crer nisso essa é a resposta a dar,
não desistirei enquanto respirar,
de alguma forma encontraremos um meio,
carrego um coração vazio aqui dentro,
mas não adianta eu reclamar,
coração vazio pesa mais que um cheio
(Adilson Costa)

fonte: http://www.adilsoncosta.com/tag/coracao-cheio/ 


25 de abr de 2012

A música favorita


A música favorita

     Um dos exercícios mais prazerosos para o cérebro é (na minha humilde opinião) ouvir música.
     Não qualquer uma, não qualquer som, mas aquela que consegue fazer o cérebro se desligar do tumulto exterior e acalmar o seu mundo interior.
     Independente do ritmo, seja ele, alegre, dançante, com batidas agitadas desde um metal, um axé ou um forró do momento, até as mais suaves notas de um piano tocando uma música clássica ou os acordes de um violão tirando notas românticas.
     O fato é que, algumas delas, sempre vão nos tocar, emocionar ou arrepiar. Uma em especial, vai nos deixar mais sentimental e tornar-se “A música de nossa vida”. Aquela que, mais do que fazer você se lembrar do passado, será a trilha sonora dos seus flashbacks dos momentos mais marcantes, tristes ou alegres.
     Do exercício que falamos no início... Pois bem, nosso cérebro estará praticando-o constantemente durante a execução do seu som favorito, buscando lembranças que afetem diretamente o seu corpo, de modo que façam sua respiração ofegar, seu coração mudar o tom das batidas e sua pele brilhar, refletindo essa experiência.
     Gosto de quando uso a música para relaxar de um dia estressante e de como ela me ajuda a deixar menos árduo os afazeres do dia-a-dia. Adoro como ela me auxilia a dormir nas noites em que o sono demora a chegar. E ainda, amo como ela me deixa mais inspirada quando preciso ser mais criativa para criar uma imagem ou pintar uma tela.
     Não consigo imaginar um mundo sem música. Sinto-me grata por estar cercada dela nos dias atuais, estamos rodeados de sons inspiradores o tempo todo e muitas vezes nem percebemos. Porque mesmo que esquecida por um determinado período, quando menos se espera, ela volta e faz todo sentido de novo.
     Qual é a sua música favorita?


by Ellen Allmye

Adormecida


Adormecida

Uma noite, eu me lembro... Ela dormia
Numa rede encostada molemente...
Quase aberta o roupão... solto o cabelo
E o pé descalço do tapete rente.

‘Stava aberta a janela. Um cheiro agreste
Exalavam as silvas da campina...
E ao longe, um pedaço do horizonte,
Via-se a noite plácida e divina.

De um jasmineiro os galhos encurvados,
Indiscretos entravam pela sala,
E de leve oscilando ao tom das auras,
Iam na face trêmulos – beijá-la.

Era um quadro celeste!... A cada afago
Mesmo em sonhos a moça estremecia...
Quando ela serenava... a flor beijava-a...
Quando ela ia beijar-lhe... a flor fugia...

Dir-se-ia que naquele doce instante
Brincavam duas cândidas crianças...
A brisa, que agitava as folhas verdes,
Fazia-lhe ondear as negras tranças!

E o ramo ora chegava ora afastava-se...
Mas quando a via despeitada a meio,
P’ra não zangá-la... sacudia alegre
Uma chuva de pétalas no seio...

Eu, fitando esta cena, repetia
Naquela noite lânguida e sentida:
“Ó flor! – tu és a virgem das campinas!
“Virgem! – tu és a flor da minha vida!...”

desconheço a autoria


18 de abr de 2012

Ferrugem



Ferrugem

Ferrugem cobre o que toco sem pena
que tudo mate, que tudo que penso
se torne frágil, que o mundo tão intenso
se torne brando, co’a sina serena.

No medo morno de um mundo que imenso
se forme em terras distantes, centenas
de mundos terceiros de vidas amenas
que vivem todas no brio de um incenso.

Ferrugem cinge o destino que toco,
mudando os traços, vertendo-me as chances
num mundo estéril de usinas e chagas.

E acabo sempre prendendo-me em foco
d’alguma chama o fulgor d’uma chance
na vela que breve sem mais, se apaga.

Marcel Angelo

fonte: http://poesiaretro.blogspot.com.br/2011/07/ferrugem.html

17 de abr de 2012

Vaidade


Vaidade

Sonho que sou a Poetisa eleita, 
Aquela que diz tudo e tudo sabe, 
Que tem a inspiração pura e perfeita, 
Que reúne num verso a imensidade! 

Sonho que um verso meu tem claridade 
Para encher todo o mundo! E que deleita 
Mesmo aqueles que morrem de saudade! 
Mesmo os de alma profunda e insatisfeita! 

Sonho que sou Alguém cá neste mundo ... 
Aquela de saber vasto e profundo, 
Aos pés de quem a Terra anda curvada! 

E quando mais no céu eu vou sonhando, 
E quando mais no alto ando voando, 
Acordo do meu sonho ... E não sou nada! ... 

Florbela Espanca, in "Livro de Mágoas"



13 de abr de 2012

Sexta-feira 13


SEXTA-FEIRA 13 é Dia de Sorte!!!

Vamos mudar essa superstição pensando diferente 
e tratando bem os GATOS PRETOS. 
Quem manda no seu corpo é a sua mente... 
é só pensar positivo pra atrair coisas boas.

Ellen Allmye

3 de abr de 2012

Fada das cores


Poema infantil

Fada das Cores

Fada, fadinha,
Eu só queria colorir ainda mais
de todo colorido
as mesmas cores que já vi.

Lápis sem ponta
não desenha avião, nem nuvem...
Lápis sem ponta
não vale nada em minha mão.

Fada, fadinha,
queria saber
quais cores pintam a minha vida,
meus brinquedos, minha alegria...

Sem saber das cores,
exatamente as cores que me desenham,
sobra só o que sinto,
sobram só as cores que imagino...

Amarelo feliz ou vermelho nervoso,
rosa apaixonado ou verde tranquilo,
laranja agitado ou preto triste,
são as cores da minha imaginação...

Fada, fadinha,
empresta sua aquarela
porque nasci para colorir vidas,
pelo menos foi isso que ela achou quando me viu...

Caroline Soreli Salesi

fonte: http://www.scrapbookbrasil.com/comunidade/showthread.php?16784-Poema-infantil-Fada-das-Cores


Travessia


A travessia

Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, 
que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, 
que nos levam sempre aos mesmos lugares. 
É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, 
teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.

Fernando Pessoa


1 de abr de 2012

Conto de Páscoa


Conto de Páscoa

Sentado na beira da calçada , com um ovo de chocolate pequenino nas mãos , olhar sério , aquele menino se pôs a imaginar. Havia muitas coisas que ele não entendia, por mais que tentasse. Durante a semana toda, na escola, na rua , em casa , em todos os lugares só se ouvia falar de Páscoa , coelhinho e ovos de chocolate. A professora até colocou Jesus no meio da história, mas só aumentou a sua confusão; ele não conseguia organizar o pensamento. Jesus não é aquele que nasceu no Natal? Faz tão pouquinho tempo, e ele já morreu??!! Não, decididamente ele não entendia nada . Não sabia exatamente o que uma coisa tinha a ver com a outra. Afinal de contas, por que comemorar, se Jesus morreu? Por que os ovos são de chocolate? E o coelho, o que ele faz nessa história?Complicaaadooo!!!! Separava somente as coisas que entendia , e sabia o que era...Entendia que estava esperando ganhar um ovo bem grande, daqueles que tinha visto na televisão, embrulhado num papel brilhante e com um laço de fita vermelha , que não veio, e ele sabia por quê: o dinheiro não deu.Ele sabia. Nem seu pai e nem sua mãe tinham prometido dar-lhe um ovo de páscoa; e ele sabia, também, que o coelhinho não o trazia para ninguém. Então, como é que ele poderia satisfazer a sua vontade de comer chocolate? Como ia passar o domingo de páscoa sem comer ovo de páscoa? E a idéia veio assim, de repente!!! Por que não???Foi até o primeiro semáforo daquela movimentada avenida e, quando o sinal ficava vermelho ele se lançava entre os carros e ia pedindo: "Moço, dá um ovo de páscoa pra mim?""Senhor, poderia me dar um ovo de páscoa?" "Moça , dá um ovo de chocolate pra mim?" Assim, ia pedindo e ouvindo as mais esfarrapadas respostas, quando alguém respondia .Até que, enfim, parou um carro velho, todo manchado de ferrugem. Dentro, um homem com cara de bravo ... Ele tomou coragem, foi até lá e arriscou o mesmo pedido: "Moço , eu quero um ovo de páscoa" .E qual não foi sua surpresa quando aquele homem pegou, no banco do passageiro, um embrulhinho e lho estendeu pelo vidro."Brigado, moço!!!"E saiu em disparada.De volta à sua calçada, ele olhou o ovinho e sorriu feliz. Afinal, agora ele comemoraria a Páscoa.
Muitas vezes o significado da Páscoa não é fácil para o entendimento de uma criança e não está no ovinho, mas nas ações que as pessoas tem valorizadas pela solidariedade. Se soubermos olhar por este ângulo, veremos na história aqui apresentada, a constatação e presença do valor maior, através do olhar feliz de uma criança. 

(texto adaptado de autoria desconhecida)

fonte: http://criancagenial.blogspot.com.br/2008/02/conto-de-pscoa.html