18 de out de 2016

Vamos aprender a nos amar mais? O Exercício da Foto

- Imagem: Mandala do Amor próprio, da compaixão by Ellen Allmye -


Vamos aprender a nos amar mais?
O Exercício da Foto


Quero falar sobre o amor próprio e a força da compaixão!
Há quem acha que amar-se é sinal de elevação e submissão ao Ego e alguns ainda chamam de narcisismo.

Mas amar-se não é só se achar bonito no espelho... Nem tão pouco, ficar apenas apaixonado pela sua projeção corpórea e se apegar ou idolatrar a sua aparência física.

É se aceitar do jeito que é, por completo, não se culpar por nada, se perdoar por tudo e tratar-se com respeito... Aos poucos isso nos transforma sim! Não tem como ser ao contrário.
E somente uma transformação interna refletirá no seu externo de forma definitiva.


Afinal, como você amará o seu próximo se não consegue amar a si mesmo?

Sei como isso é difícil, como muitos já disseram: É fácil falar, difícil mesmo é fazer...
Pois bem... Para isso, preparei um exercício, que deu super certo comigo e pra alguns amigos e conhecidos, o qual já estão fazendo e notaram mudanças já nos primeiros dias e espero que ajude a vocês também.
Ao ponto que conseguirem se aceitar e se amar de verdade, conseguirá amar a todos a sua volta como parte de si mesmo e aceitará o TODO... Verá todos como filhos de um único pai, de uma única fonte: Deus!

Qual a lógica do exercício?

Segundo experiências de vida, minha e de vários conhecidos e alguns dados que andei pesquisando, a maior parte dos nossos problemas atuais vem de traumas da infância.
Sim, se você parar para analisar a sua vida hoje, verá defeitos e qualidades refletidos nela e todos são herança de uma infância boa ou ruim. Alguns problemas, manias, medos, fobias, distúrbios psicológicos, etc., estão de alguma forma, ligados ao que você vivenciou em seus primeiros anos de vida.
Com isso, carregamos por muito tempo, uma bagagem enorme de lixo emocional que só nos prejudica.
Com a prática constante do exercício (faça por pelo menos 21 dias consecutivos ou mais se achar necessário), você atua como "OBSERVADOR" de si mesmo. Como alguém de fora, do alto, assistindo um filme, analisando, compreendendo e desenvolvendo em si mesmo a compaixão.

O Exercício da Foto

► Pegue uma foto sua de quando era criança, abaixo dos 7 anos... (caso não tenha, terá que usar a memória mesmo, lembrar da sua imagem).
► Sente-se sozinho, num local tranquilo, sem nenhuma distração (caso queira, coloque música suave de fundo, deixei um vídeo logo abaixo que vai tocar sua alma) e olhe para a foto fixamente...
► Perceba os detalhes da seu rosto inocente e das coisas que ainda não sabia que viriam...
► Imagine e ame aquela criança como se fosse o seu filho, ofereça amor, ofereça proteção...
► Converse com a foto, diga aquela criança, que você fez tudo o que pode fazer para vê-la feliz, diga o quanto ela é especial, amorosa, linda, forte, inteligente, guerreira, etc...
► Tudo mais que quiser expressar, fale, sem receios, beije e abrace a foto.
► Deixe-se emocionar com lembranças, mas saiba que aquela criança não fez nada de errado. Ela fez tudo o que podia, no seu tempo, para viver sua melhor fase. Errados somos nós adultos, que temos coragem de culpar uma criança.
► Por fim, agradeça e sinta-se verdadeiramente grato pela coragem daquela criança de vir ao mundo, enfrentar os desafios da vida. E permita que ela siga em frente, que ela seja uma criança sempre feliz.


Seu subconsciente sabe que você está falando consigo mesmo, e esse é o segredo... Olhar pra nós mesmos como eternas crianças, sempre aprendendo... Criança também tem medos, mas no fundo sabe que tudo vai dar certo, com sua inocência, ela não está preocupada com o futuro, ela vive o hoje, o agora...
E no final tudo sempre dá certo, porque hoje você está ali, vivo, sentado e olhando a foto, chegou até aqui, é porque já deu certo!

Obs.: Esse exercício foi "inspirado" (via intuição do meu "EU Superior") durante uma prática de meditação.

Minha eterna gratidão à Minha Estrela Guia.

Ellen Allmye

Se preferir, ouça as etapas do exercício no vídeo abaixo:



Aqui, o áudio sugerido para ouvir durante o exercício:

4 comentários:

  1. Amar a si mesmo...não é simples....amar o próximo com a si mesmo ....mais difícil ainda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o que muitos dizem, amigo... Mas faça o exercício citado acima e vejamos como se sente... volte e comente depois...

      Minha gratidão pela sua presença.

      Excluir
    2. Mas para se amar a si....não tem que ser também amado pelos outros?

      Excluir
    3. É claro que não... absolutamente! O amor deve partir de você e só você... Quando aprender a se amar de verdade, o amor externo (de outras pessoas) acontece naturalmente, é como um ímã... As pessoas em volta sentem a sua vibração positiva de amor e compaixão e retribuem automaticamente... E tudo começa a mudar na sua vida!

      Excluir